Sociedade

Poderoso analgésico é autorizado por FDA e gera polêmica; entenda

A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora norte-americana, autorizou a comercialização de um opioide de efeito fortíssimo. A substância é considerada perigosa para consumo devido ao alto poder analgésico.

O novo medicamento, chamado Dsuvia, vem no formato de tablets e deve ser consumido de forma sublingual (colocado embaixo da língua). Inúmeras críticas e acusações indicam um processo de avaliação superficial e acelerado. Mesmo assim, a agência divulgou a aprovação do analgésico nesta sexta-feira, 2 de novembro.

Uma curiosidade que causa espanto é que a droga foi projetada para uso de soldados em campos de batalha. A ação do analgésico potente visa tratar dores que chegam ao limite da tolerância. Nesse sentido, o Departamento de Defesa americano teve uma atuação muito próxima ao órgão regulador.

A administração de seu princípio ativo, sufentanil, costuma ser feita de forma intravenosa. Críticos apontam que o novo formato pode proporcionar uma facilidade de consumo que atinja patamares preocupantes. Há possibilidade que um novo mercado ilegal se aproprie do analgésico.

Crise dos opioides

Os Estados Unidos têm passado por uma crise grave que inclui os opioides sintéticos. Tal crise é tão significativa que a própria FDA destaca em seu anúncio sobre o Dsuvia a preocupação em relação a esse ponto. A agência europeia (European Medicines Agency) já havia aprovado o analgésico em julho deste ano, sob o nome de Dzuveo.

O uso da substância será restrito a certos espaços , como hospitais, centro cirúrgicos, campos de batalha e outras situações de emergência. Sempre haverá a presença de um profissional autorizado.

No entanto, o que os críticos à decisão apontam é que não há como impedir o contrabando do analgésico por pacientes ou profissionais autorizados. Isso implicaria em mais um opioide a ser rastreado de perto, assim como inúmeros outros disponíveis no mercado.

Jornalista formada pelo Mackenzie/SP, foi uma das finalistas do prêmio Jornalistas & Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade. Com interesse especial em temas sociais, direitos humanos e comportamento, também é discente do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IP/UFRJ).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top