Sociedade

Coronavírus está se espalhando pela China e se torna ameaça mundial

virus da morte na china

A China está sofrendo com um novo surto de coronavírus, onde as principais cidades atingidas até o momento é a própria Pequim e também Xangai.

Nesta segunda feira (20/01) as autoridades locais informaram que um novo caso foi registrado fora das fronteiras do país.

O caso vem sendo tratado com tanta prioridade que o próprio presidente chinês, Xi Jinping está preocupado com a situção e já disse em um pronunciamento que o vírus deve ser contido antes que seja tarde demais.

O objetivo é salvar vidas, já que o número de pacientes triplicou e já foram confirmadas e já houve inclusive morte em decorrência do vírus.

Banco Central da China deve intensificar suporte ao crédito.

Réveillon se tornou ameaça

Uma das maiores dificuldades para colocar um fim no vírus é o fato de que milhões de chineses fizeram viagens para dentro e fora da China durante o feriado de Ano Novo Lunar, que acontece a partir deste dia 20 de janeiro.

Em diversos países do mundo, a triagem com relação a chineses está sendo bem rigorosa, principalmente com relação a aqueles que vieram de Wuhan, “epicentro” do vírus.

Wuhan

Esta é uma das principais regiões da China, onde muitos estão viajando em decorrência do ano novo chinês, o que elevou e muito a preocupação com o surto.

Diversos especialistas em infectologia e epidemias, disseram que isto é apenas o começo deste surto. Mesmo trabalhando com todas as forças, se trata de um vírus que já pode estar em diversas regiões do mundo por conta das viagens feitas por chineses de Wuhan.

Cerca de 198 casos vieram de Wuhan, onde as autoridades chinesas já confirmaram 217 novos casos no país até este dia 20 de janeiro.

Virus global

Em Pequim novos cinco casos foram confirmados. Em Guangdong foram confirmados outros 14 e mais um foi confirmado em Xangai.

Na televisão Chinesa, o presidente apareceu dizendo que a vida e a saúde das pessoas precisam receber uma prioridade maior, além de controlar a disseminação do surto.

O primeiro caso na Coreia do Sul também foi confirmado nesta segunda. O infectado é um chinês de 35 anos que veio de Wuhan. Outros três casos globais foram registrados, dois na Tailândia e um no Japão, a conexão entre eles é que todos foram até Wuhan ou se envolveram com pessoas da cidade.

Um surto semelhante na China ocorreu em 2002 e 2003, quando quase 800 pessoas em todo o mundo acabou morrendo.

Este vírus é responsável por causar uma síndrome respiratória aguda e bem grave, que pode levar a morte em pouco tempo. Ele é da mesma família de coronavírus que causou o surto de 2002.

Seus principais sintomas são dificuldade respiratórias e febre. Um outro problema é que ela se assemelha a outras enfermidades do mesmo gênero, mas que são mais “fáceis” de lidar.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top