Politica

Proposta de fusão entre os Ministérios da Agricultura e Meio Ambiente ganhou destaque e críticas esta semana

Nesta semana, após a sinalização feita pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) de uma possível fusão do Ministério da Agricultura e do Ministério do Meio Ambiente (MMA), a Frente Parlamentar Ambientalista e o atual ministro do meio ambiente, Edson Duarte, se manifestaram contrários à proposta.

A Frente Parlamentar Ambientalista é coordenada pelo deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), que declarou que vai obstruir qualquer proposta ou medida provisória do governo Bolsonaro que visa à junção das pastas.

“Se o novo governo insistir nessa péssima ideia, isso será objeto de uma disputa política. Vamos obstruir, apresentar emendas e trazer a sociedade aqui para dentro para dizer, em nome do Brasil, que não queremos que se acabe com o Ministério do Meio Ambiente”, afirmou Molon.

A crítica à fusão dos ministérios veio também do atual Ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, que por meio de nota oficial disse que o anúncio da junção das pastas foi recebido com surpresa e preocupação. De acordo com o ministro, os órgãos possuem agendas próprias que se apõem.

Ainda de acordo com Edson Duarte: “O novo ministério que surgiria com a fusão do MMA e do MAPA teria dificuldades operacionais que poderiam resultar em danos para as duas agendas. A economia nacional sofreria, especialmente o agronegócio, diante de uma possível retaliação comercial por parte dos países importadores.”

Até o momento a fusão dos dois ministérios é incerta. O presidente eleito já sinalizou até uma possibilidade de recuo na proposta. “Havia uma ideia de fusão, mas pelo que parece será modificada. Pelo que tudo indica, serão dois ministérios distintos”, enfatizou Bolsonaro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top