Politica

Damares Alves só deixará governo após reformular os programas mais importantes da pasta

Damares Alves saída bolsonaro

A ministra Damares Alves surpreendeu todo mundo hoje (03/05) na parte da manhã. Segundo reportagem de Laryssa Borges na revista Veja, a ministra da pasta de Mulheres, Família e Direitos Humanos, teria solicitado a Bolsonaro para sair do governo.

O motivo do pedido de Damares Alves

A ministra Damares Alves, responsável pela pasta de Mulher, Família e Direitos Humanos, é uma das figuras mais conhecidas do governo Bolsonaro. Ela representa uma parcela da bancada evangélica, bastante presente no Congresso.

Leia também:Tensão em Manchester City! Duas ameaças de bomba são identificadas.

Recentemente, a ministra se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro, a fim de analisar os resultados e atividades do ministério. Logo após essa reunião com o presidente, Damares teria comunicado a ele que iria abandonar o cargo.

Leia também:Projeto de Reforma da Previdência: Bolsonaro e Paulo Guedes tentam acalmar o mercado.

Além de todo o estresse e cansaço, ela teria alegado igualmente problemas de saúde. Outro elemento usado como justificativa para o pedido seria as ameaças de morte que ela estaria recebendo. Em decorrência dessa fato, ela teria se deslocado de sua casa em Brasília e estaria residindo em um hotel agora, cujo nome e endereço é obviamente guardado em segredo.

Leia também: Anulação da condenação de Lula é solicitada ao STJ.

Além disso, segundo recomendações do Gabinete de Segurança Institucional do Presidente da República, ela não mais informa previamente a sua agenda e anda sempre protegida por um segurança e escolta.

Damares volta atrás na decisão

Após a publicação da matéria pela revista Veja, passado algum tempo, Damares publicou uma nota informando que não iria sair do governo Bolsonaro.

Durante uma entrevista para a rádio Guaíba, em Porto Alegre, ela teria afirmado o seguinte: “Eu não vou sair deste governo. Nós estamos com tantos projetos iniciando agora. Tem tanta coisa pra fazer e não há nenhuma intenção de deixar o governo”, assegurou.

Ademais, a ministra teria dito ainda não que a matéria publicada na Veja seria falsa, mas que na realidade houve um “mal entendido” e que, na verdade, ela teria falado que permaneceria no cargo “até o onde o presidente aceitar e até onde a minha saúde suportar”.

Segundo informações da própria Damares, ela continuará exercendo sua função até pelo menos dar prosseguimento aos principais projetos da pasta.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top