Politica

Conselho Europeu questiona acordo com Mercosul após caso com Amazônia

No G7 o presidente do Conselho Europeu coloca em cheque acordo com Mercosul após queimadas.

cupula g7 sobre amazonia pode afetar acordo mercosul

Antes do início da Cúpula do G7 que se inicia neste sábado (24/08), o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse em uma entrevista coletiva que não sabe se haverá um futuro no acordo com o Mercosul, após os últimos casos de incêndios na Amazônia.

Tusk ainda criticou a gestão ambiental do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, mas disse que o acordo UE-Mercosul é apoiado pelos países da Europa, porém há a ressalva da proteção climática, o que envolve a Amazônia.

“-É difícil imaginar uma ratificação harmoniosa pelos países europeus enquanto o presidente brasileiro permite a destruição dos espaços verdes do planeta”

O comentário surgiu em Biarritz, sudoeste da França, onde será realizada a cúpula do G7 até a próxima segunda-feira (26/08).

Temas do encontro G7

Este encontro contará com os temas, Rússia, Queimadas na Amazônia e Economia Global. O assunto será debatido pelas principais potências do maior grupo econômico do mundo.

Entre os principais destaques está a fala do presidente da França, Emmanuel Macron, que irá trabalhar na cúpula do G7 para mobilizar os sete países na luta contra os incêndios da Amazônia e que buscará investimentos para realizar o reflorestamento do pulmão do mundo.

Entre suas falas está a ressalva de que a Amazônia é um “bem comum” para a população mundial. Macron disse que irá fazer um apelo para mobilizar todas as potências presentes no G7, para lutar primeiramente contra os atuais incêndios na floresta.

Macron disse que os cuidados com a região se devem também pelo país ter uma colônia que faz parte dos países amazônicos, através da Guiana Francesa. Há planos para investir em reflorestamento e possibilitar que ONGs e a população local possam adequar ações para a preservação deste tesouro da biodiversidade, chamada Amazônia.

Macron é “xingado” por Eduardo Bolsonaro.

Tópicos

Neste G7 o tema relacionado a emergência na Amazônia foi inserida no tópico do “combate às desigualdades”, sendo um dos três temas principais desta cúpula.

Entre os que podem ter falas contra o sistema de proteção é Donald Trump, o presidente americano discorda de certos pontos, já que a própria França e outros países da Europa, não cumprem em 100% os acordos ambientais. Mas a mobilização em relação a Amazônia está tão forte que em seu Twitter, o americano ofereceu ajuda militar para conter as queimadas na Floresta.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top