Politica

Alberto Fernández da Argentina chama Bolsonaro de racista

Alberto é líder da chapa de Cristina Kirchner que disputa a presidência do país.

alberto fernandez critica bolsonaro

O líder da oposição que disputa a presidência da Argentina, Alberto Fernández, teve uma vitória muito grande sobre Macri, candidato a reeleição no último domingo durante as eleições primárias. Ele faz parte da chapa da ex-presidente e senadora Cristina Kirchner.

Mas diante de uma possível vitória da ala esquerda na Argentina, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, acabou criticando Alberto e Kirchner diante dos jornalistas. A resposta argentina veio na noite desta segunda-feira (12/08), quando o líder da oposição chamou Bolsonaro de misógino, violento e racista.

Ainda durante o seu discurso, ele disse porém que o brasileiro é apenas uma “circunstância da vida” e que como o Brasil é um dos principais parceiros econômicos da Argentina, deverá manter boas relações com o país.

Estados Unidos aprova Eduardo Bolsonaro como embaixador.

Discurso de Alberto Fernández

O líder da oposição disse que em termos políticos não tem nada a ver com as ideias de Bolsonaro e acha lisonjeiro o brasileiro falar mal dele, já que as ideias são diferentes. “-Para mim, ele é um racista, misógino e um violento. Eu pediria que ele deixasse o Lula livre e que disputasse as eleições no Brasil com ele em liberdade…”

Alberto disse que apenas respondeu as críticas feitas por Bolsonaro, que está apoiando abertamente a reeleição de Maurício Macri. Bolsonaro disse que o Brasil poderá ver os irmão argentinos fugindo para o país, caso a vitória da “esquerdalha” realmente se confirme nas eleições presidenciais do próximo dia 27 de outubro.

Ainda nesta segunda outra declaração polêmica foi feita, pois o governo considera rever a participação do Brasil no Mercosul caso Kirchner e sua chapa vença.

Cristina Kirchner será julgada às vésperas das eleições.

Mas Alberto disse recentemente em uma entrevista que o Brasil e Argentina contam com uma boa relação comercial, e que pretende ter uma relação esplêndida com o país, sendo que este é o principal sócio do governo. Para ele “-Bolsonaro é apenas uma conjuntura na vida do Brasil, assim como Macri vem sendo uma conjuntura na vida da Argentina.”

Visita a Lula

No começo de julho, Fernández visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba na sede da Polícia Federal. Não se sabe todo o desenrolar da conversa, mas ele relata que estará do lado do brasileiro. Hoje ele cumpre pena de oito anos e dez meses.

Para Alberto, que é professor de Direito Penal na Universidade de Buenos Aires há 30 anos, a detenção de Lula é algo muito ruim, pois é errado manter preso “- um nome como Lula”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top