Notícias

Venda de Fuzis T4 está proibida a partir desta quarta

Até esta terça sob decreto do governo, cidadão comum poderia adquirir fuzil.

fuzil t4 proibido a venda

Em poucas horas após o novo decreto do Governo Federal sobre posse e porte de armas, a Taurus, empresa brasileira na fabricação de armamento, vendeu cerca de 2 mil unidades para o “cidadão comum”, é claro que eles precisavam se enquadrar em uma série de exigências antes adquirir o armamento, porém os números acabaram assustando a sociedade.

Diante deste assunto polêmico sobre o decreto, a câmara, a justiça e a sociedade em geral acabou manifestando uma indignação coletiva sobre alguns pontos e isto fez com que todo o texto fosse revisto ainda nesta terça-feira 21/05.

E na manhã desta quarta-feira (22/05) o Planalto através de uma publicação no Diário Oficial, determinou que os cidadãos comuns não possam ter o porte de carabinas, espingardas e mais polêmico de todos, o fuzil T4 semiautomático da Taurus.

Elas estão sendo chamadas de arma de fogo portáveis não autorizadas. O governo ainda divulgou um comunicado avisando a população sobre a alteração de diversos pontos identificados como imprescindíveis através dos questionamentos que foram feitos através do Poder Judiciário.

Ponto específico no decreto sobre a comercialização de fuzis

Arma de fogo de uso permitido. As armas de fogo semiautomáticas ou de repetição que sejam:

  • De porte, cujo calibre nominal, com a utilização de munição comum, não atinja, na saída do cano de prova, energia cinética superior a mil e duzentas libras-pé ou mil seiscentos e vinte joules;
  • Portáteis de alma lisa;
  • Portáteis de alma raiada, cujo calibre nominal, com a utilização de munição comum, não atinja, na saída do cano de prova, energia cinética superior a mil e duzentas libras-pé ou mil seiscentos e vinte joules.

Assim ficam de fora os fuzis T4, espingardas e carabinas.

Houveram também mudanças no que diz respeito a prática de tiro por menores. Antes do decreto de Bolsonaro a pratica de tiro esportivo só era autorizada com liberação judicial. Após o decreto crianças e adolescentes de qualquer idade somente com autorização de um dos responsáveis poderiam realizar a prática.

Com o novo decreto desta quarta é preciso ser maior de 14 anos e ter autorização de ambos os responsáveis.

Confira todos os detalhes do novo decreto sobre o porte de armas no Brasil.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top