Notícias

Traficante que tentou escapar vestido de mulher comete suicídio

Clauvinho da Silva, o traficante “Baixinho” foi encontrado morto em sua cela.

clauvino morre em presidio

Ontem o traficante conhecido como “Baixinho” havia sido transferido para uma cela de isolamento, logo após a tentativa de escapar do Complexo Penitenciário de Gericinó (Bangu 3), na Zona Oeste do Rio, vestido de mulher com ajuda de sua filha.

Mas na manhã desta terça-feira (06/08), Clauvino da Silva foi encontrado morto em sua cela do presídio de segurança máxima Bangu 1, onde havia cometido suicídio com um lençol do complexo. O caso foi confirmado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP).

Ainda pela manhã o corpo de bombeiros foi acionado e a ocorrência foi registrada, além de ter sido instaurada uma sindicância sobre os fatos, mas que a hipótese principal sobre a morte de Clauvino da Silva de 42 anos é o suicídio, já que todas as celas de Bangu 1 são individuais.

“Baixinho” iria cumprir uma punição administrativa sobre a tentativa de fuga, por isso havia sido transferido para o isolamento, onde logo após este processo, deveria retornar para o convívio com outros presos.

Fuga vestido de mulher

Nesta última semana o traficante tentou sair “normalmente” pela porta da frente logo após o fim das visitas. Ele estava vestido de mulher, onde apresentaria as credenciais da filha para tentar deixar a prisão.

A filha foi responsável por trocar de roupa com ele, mas com relação a máscara de silicone os agentes acreditam que ela foi fornecida à Clauvino por uma grávida que havia visitado ele poucos dias antes.

Durante a tentativa de fuga os inspetores penitenciários desconfiaram da “mulher”, a abordaram e então interromperam o plano.

O traficante estava sendo condenado a 73 anos e 10 meses de prisão e já era reincidente em tentativas de fuga, onde em fevereiro de 2013 ele era um dos 31 presos que fugiram do Instituto Penal Vicente Piragibe, em Gericinó, que na ocasião conseguiu escapar pelo esgoto, mas poucos dias depois foi recapturado.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top