Notícias

Palmeiras e sua força em casa em 2019

Verdão foi derrotado apenas uma vez como mandante na temporada

Na última quarta-feira, o Palmeiras venceu mais uma como mandante em 2019 e abriu vantagem diante do Internacional em busca de uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil. O gol do duelo foi marcado pelo meia Zé Rafael.

Agora, em 34 jogos no total na temporada, o Verdão soma 24 vitórias, oito empates e duas derrotas (para Corinthians, pelo Paulista, e San Lorenzo, pela Libertadores), com 54 gols marcados e apenas três sofridos. A equipe tem os melhores números se levarmos em conta todas as equipes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, além da melhor defesa.

Partindo dos jogos em casa, os números são ainda melhores. Nos 19 compromissos, o time soma 15 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, com 34 bolas na rede e três gols sofridos, todos eles levados no Campeonato Paulista.

O atacante Deyverson é o que mais marcou gols pelo Palmeiras em jogos em casa, com seis no total. E Dudu é o que mais participou de tentos do Verdão como mandante, 30%. Vale lembrar que na temporada, o camisa 7 é o que mais deu assistências, 10 no total. O artilheiro do time paulista em 2019 é o meia Gustavo Scarpa, atualmente reserva, com sete bolas na rede.

NO CAMPEONATO BRASILEIRO

O Palmeiras soma dez vitórias seguidas na temporada e não perde há 16. No Brasileiro, já são 32 partidas de invencibilidade, a terceira maior sequência da história do campeonato, atrás do Botafogo de 1977/78, que chegou a 42 partidas de invencibilidade, e Santa Cruz, também de 1977/78, que somou 35. A quarta melhor também é do Verdão: 26 em 1972/73. Na sequência aparecem: Internacional de 1978/79 (23), Palmeiras de 1993/94 (23), Atlético-MG de 1977/78 (22), Cruzeiro de 1987/88 (21), Grêmio de 1978/79 (19), Corinthians de 2010/11 (19) e Corinthians de 2017 (19).

Dos 27 pontos disputados, o Verdão somou 25, tendo, assim, o melhor início da história da competição. Em julho, Luiz Felipe Scolari vai completar um ano como técnico palmeirense. Desde 2013 um treinador não completava o período no clube. Desde então, passaram pelo Allianz: Ricardo Gareca (2014), Dorival Júnior (2014), Oswaldo de Oliveira (2015), Marcelo Oliveira (2015), Cuca (2016 e 2017), Eduardo Baptista (2017) e Roger Machado (2017).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top