Notícias

O que acontece, Mano?

Cruzeiro tenta se recuperar no Campeonato Brasileiro diante da Chapecoense, domingo, às 19h, no Mineirão

Sensação do início do ano, o Cruzeiro vive momento turbulento diante dos resultados recentes. No Campeonato Brasileiro, por exemplo, o time, considerado um dos candidatos ao título, ocupa apenas a 16ª posição com seis pontos ganhos após cinco rodadas. São duas vitórias e três derrotas (aproveitamento de 40%), com o rótulo de pior defesa até então, com 11 gols sofridos (ao lado do Vasco).

RESULTADOS DO CRUZEIRO ATÉ AQUI NO CAMPEONATO BRASILEIRO

1ª rodada – Flamengo 3×1 Cruzeiro – Maracanã
2ª rodada – Cruzeiro 1×0 Ceará – Mineirão
3ª rodada – Cruzeiro 2×1 Goiás – Mineirão
4ª rodada – Internacional 3×1 Cruzeiro – Beira-Rio
5ª rodada – Fluminense 4×1 Cruzeiro – Maracanã

SEGUNDA PIOR MARCA DEFENSIVA NA ERA DOS PONTOS CORRIDOS

Como citado, o Cruzeiro levou 11 gols nos cinco primeiros jogos do atual Campeonato Brasileiro. O número negativo só é superado na história dos pontos corridos do clube pela equipe de Dorival Junior, em 2007, que foi vazada 13 vezes no mesmo período naquela ocasião. No ano passado, por exemplo, o time levou apenas dois tentos nos primeiros cinco compromissos da competição. Só levou o 11º gol na 15ª rodada.

ATUAL SÉRIE SEM VITÓRIA É A PIOR EM APROVEITAMENTO DO CRUZEIRO COM MANO MENEZES

A atual passagem de Mano Menezes começou no meio de 2016. Deste então, o Cruzeiro nunca teve uma série sem vitória com aproveitamento tão ruim. Nos últimos quatro duelos, apenas um empate com mais três derrotas. Aproveitamento de 8,33%.

Em outros momentos, a Raposa chegou a ficar também quatro jogos sem vitória por cinco vezes. Mas nenhuma delas com aproveitamento tão baixo. Em 2017, foi de 25% na sequência contra Avaí, Botafogo e Vitória (empate); Vasco (derrota); e também 26,6% diante de Flamengo, Fluminense, Palmeiras e Vitória (empates); Avaí (derrota).

Em 2018, três ocasiões: também 25% contra Vasco, Paraná e Athlético-PR (empates) e Chapecoense (derrota). Outra foi de 16,6%, com Grêmio e Bahia (empates) e Santos e Flamengo (derrotas). E por fim, 25% frente a Internacional, Botafogo e Sport (empates); Flamengo (derrota).

COM MANO, A RAPOSA JAMAIS PERDEU TRÊS JOGOS SEGUIDOS

Julho de 2016. Essa foi a última vez que o Cruzeiro perdeu três jogos seguidos no Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o time mineiro perdeu três vezes com Paulo Bento no banco de reservas (Atlético-PR, Fluminense e Sport) e uma com o atual treinador Mano Menezes (Santos).

Uma vez em 2016, duas em 2017 e três em 2018, o Cruzeiro chegou a perder dois jogos seguidos e no terceiro compromisso evitou a trinca – duas vitórias e quatro empates no jogo derradeiro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top