Notícias

Jurgen Klopp de partida para a Suíça?

Alemão, em 2015, garantiu que o Liverpool ia ganhar ao menos uma taça até este ano

Desde 2015 no comando do Liverpool, quando deixou o Borussia Dortmund, o técnico Jurgen Klopp ainda tem em disputa dois títulos na temporada 2018/19: a Premier League e a Liga dos Campeões. Ambas as competições em que os Reds estão em situações desfavoráveis. Mas o que isso tem a ver com o fato de o comandante poder treinar um time na Suíça?

DECLARAÇÃO HÁ QUATRO ANOS

No dia 9 de outubro de 2015, Klopp deu a seguinte declaração: “Vamos ganhar pelo menos um título nos próximos quatro anos. Se não, eu vou treinar na Suíça.” Fato é que desde então o Liverpool não conquistou nenhum troféu e pode ficar pelo caminho nos dois campeonatos que lhe resta em 2018/19.

JOSÉ MOURINHO CRITICA

Após o Liverpool levar 3 a 0 do Barcelona, no Camp Nou, no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões, resultado que deixa bem delicada situação dos ingleses, o técnico José Mourinho, sem clube, famoso por dar declarações polêmicas, foi incisivo ao dar sua opinião sobre os trabalhos recentes de Jurgen Klopp.

– Klopp está em um clube e não ganha absolutamente nada em três anos e meio e, mesmo assim, tem a confiança e as condições para seguir adiante. Tem grandes chances nessa temporada, mas seria a primeira vez que ganha um título. Por isso digo que, no meu próximo trabalho, não vou começar com um clube sem saber o que quer e o que me oferece em termos de estrutura e objetivos – disse o português.

– Gostaria muito de ir a um clube e ter condições de fazer, por exemplo, o que fazem Klopp e Guardiola. Quantos jogadores tinha o Liverpool antes de Klopp? E quando Pep não estava contente com os quatro defensores, e no mesmo ano comprou quatro novos – finalizou.

SITUAÇÃO NA LIGA DOS CAMPEÕES

Para alcançar a final da Liga dos Campeões pelo segundo ano consecutivo – foi vice na edição passada ao perder para o Real Madrid -, o Liverpool precisa ao menos devolver o placar adverso de 3 a 0 diante do Barcelona, na Inglaterra. O histórico da competição pesa contra os Reds: apenas duas vezes na história do torneio houve uma remontada em semifinais depois de um time perder na ida por 3 ou mais gols de diferença:

  • Estrela Vermelha x Panathinaikos em 1971 (4×1 / 0x3) – os gregos avançaram
  • Goteborg x Barcelona em 1986 (3-0 / 0-3) – os espanhóis avançaram nas penalidades

SITUAÇÃO NA PREMIER LEAGUE

Atualmente, o Manchester City lidera com 92 pontos (30 vitórias, dois empates e quatro derrotas), um a mais que o Liverpool (28 vitórias, sete empates e uma derrota).

Pela primeira vez na história da Premier League, que começou a ser disputada com essa nomenclatura em 1992/93, dois times passaram dos 90 pontos. Nem nas primeiras edições isso aconteceu, quando eram 22 equipes (duas a mais que o atual) e 42 jogos (quatro a mais que o atual). Vale destacar que o Liverpool jamais ficou com o troféu desde então, sendo a última conquista em 1990. O curioso é que com 91 pontos, os Reds conquistariam 20 das 27 edições da Premier League já disputadas.

Os Reds podem não ficar com o título mesmo com apenas um revés em todo o campeonato, justamente para o concorrente na briga pelo caneco – 2 a 1 para os Citizens, no dia 3 de janeiro, no Etihad Stadium, gols de Aguero, Sané e Roberto Firmino.

O Manchester City nas duas últimas rodadas encara o Leicester (8º), em casa, e o Brighton (17º), fora. Já o Liverpool ainda tem pela frente o Newcastle (13º), como visitante, e o Wolverhampton (7º), em seu estádio.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top