Notícias

Em 10 dias Irã não terá mais limite para enriquecer urânio

Em uma resposta às sanções dos Estados Unidos, Irã deve superar o limite de 300kg

fabricacao nuclear ira

Em resposta a um recente desentendimento com os Estados Unidos, o Irã prometeu que a partir do próximo dia 27 de junho de 2019 estará descumprindo o acordo nuclear de 2015, aumentando o estoque de urânio enriquecido em quantidades superiores ao que estava previamente acertado.

O Irã aumentará o seu estoque de urânio acima dos 300 quilos, um limite que era armazenado para a produção e exportação de energia, mas que também pode ser utilizado na fabricação de armas nucleares.

O anúncio feito nesta segunda-feira (17/06) partiu da organização de energia atômica iraniana, dando o prazo de 10 dias para o aumento da produção. Quem fez o anúncio foi o porta-voz da organização, Behrouz Kamalvandi, onde acabou sendo bem direto ao citar que a partir do próximo dia 27 a quantidade de urânio enriquecido será aumentada, superando os 300kg da última máxima permitida pelo acordo nuclear.

“Hoje começou uma contagem regressiva para superar os 300 quilos de reservas de urânio enriquecido e, em 10 dias, vamos superar este limite”

Behruz Kamalvandi na entrevista coletiva concedida a imprensa local, que logo se espalhou para o restante do mundo, inclusive causando preocupação na comunidade internacional.

Entenda o caso

Em maio, logo no início do mês, o Irã em um comunicado oficial, avisou que iria suspender alguns dos itens acertados no tratado de 2015 com países ocidentais em relação ao seu programa nuclear, através do Plano de Ação Integral. Em troca o Irã teria benefícios de importação e exportação na comunidade internacional.

Porém em 2018 o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou o país do acordo com o Irã e passou a aplicar diversas sanções econômicas contra o país do oriente.

Quem ainda permanece neste tratado é a França, Rússia, China, Reino Unido e a Alemanha. Mas não se sabe até que ponto tudo está sendo seguido conforme o que foi acertado no tratado nuclear.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top