News

Tenente-coronel do exército americano, Alexander Vindman, fala em impeachment

Militar dos Estados Unidos faz seu depoimento em processo de impeachment de Donald Trump.

depoimento de militar no impeachment de trump

Nesta tarde de terça-feira (29/10), houve um depoimento de grande importância no caso do processo de Impeachment do presidente americano, Donald Trump.

O tenente-coronel do Exército americano, o militar Alexander Vindman, que é diretor de assuntos europeus do Conselho de Segurança Nacional, disse que ficou bem estarrecido ao ouvir que Trump pediu para o presidente da Ucrânia para investigar o democrata Joe Biden.

Houve uma denúncia do caso a autoridades da Casa Branca, ligando um alerta sobre a segurança nacional americana.

Vindman chegou para depor devidamente uniformizado, sendo a primeira autoridade da White House, a falar em juízo sobre o inquérito que está tramitando na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, com o objetivo de “impeachmar” Trump.

Taxa extra para voo internacional deve acabar no governo Bolsonaro.

Testemunha chave

O militar foi a primeira pessoa a ouvir a ligação do dia 25 de julho, que foi o ponta pé inicial para o provável impeachment de Trump.

Antes mesmo de testemunhar, o militar havia sido questionado por muitos jornais a favor de Trump, sobre a sua lealdade aos Estados Unidos. Já outros como Joe Biden, disse que Vindman é um herói. Biden é um dos fortes concorrentes contra Trump nas eleições de 2020.

Para Biden, quem criticou o militar é um ser humano desprezível, já que o oficial é leal ao Exército dos EUA, um verdadeiro patriota.

“Fiquei preocupado com a ligação. Não achei adequado exigir que um governo estrangeiro investigasse um cidadão dos EUA e fiquei preocupado com as implicações para o apoio do governo dos EUA à Ucrânia”

Esta foi uma das frases de Vindman durante o seu depoimento no processo de impeachment que vem sendo promulgado pela ala democrata do país.

Biden investigado

O mesmo Biden é o nome citado por Donald Trump neste escândalo. O presidente havia feito um contato telefônico com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy, solicitando a investigação sobre Biden e Hunter Biden, seu filho, sobre a atuação durante o tempo que passou no conselho de uma empresa de gás da Ucrânia.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top