Saúde

Dezembro Laranja, os cuidados com o câncer de pele

dezembro laranja cancer de pele

O sol ainda não está com sua força total no Brasil, pois o verão está apenas começando, mas com a chegada de dezembro, a área da saúde inicia a campanha do Dezembro Laranja, que visa conscientizar a população sobre os perigos da exposição prolongada ao sol sem proteção e também sobre os cânceres de pele.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada quatro novos casos de tumor maligno na população brasileira, um está relacionado à pele.

É justamente por este motivo que a Sociedade Brasileira de Dermatologia começou a campanha do Dezembro Laranja.

País tropical

O verão se inicia a partir do próximo dia 21 de dezembro, e com as altas temperaturas devemos ficar atentos com relação aos cuidados da pele.

Neste país tropical, a incidência solar é muito alta, o que uma exposição crônica diariamente, pode trazer sérios prejuízos para a pele ao longo dos anos. Exposição intensa e sem protetor solar pode desencadear queimaduras de pele.

Esses são fatores de risco para que a doença se desenvolva no corpo humano.

Laboratórios USP para pesquisas de epidemias é inaugurado.

Pessoas em idade avançada contam com uma tendência maior para desenvolver este tipo específico de câncer. Mas além de uma pele mais “fraca”, a questão cultural também influencia nos cuidados. Eles vem de uma época onde não existia ou não havia o costume de se proteger com o protetor solar, por isso é importante a conscientização.

Pele clara

Além da exposição exagerada ao sol, a cor da pele influencia diretamente no desenvolvimento mais “fácil” da doença.

Pessoas com pele clara são naturalmente mais sensíveis à ação dos raios ultravioletas.

Pessoas com histórico familiar de câncer, também precisam redobrar os cuidados com a proteção da pele.

Proteção contra o câncer

Há casos em que mesmo com todos os cuidados, a questão genética acaba influenciando para o desenvolvimento da doença. Mas hoje a melhor opção para prevenir o câncer de pele é fazendo o uso diário do protetor solar, a não ser que não haja exposição ao sol durante o dia.

A recomendação de dermatologistas é fazer a reaplicação do protetor solar a cada duas horas.

Use óculos escuros, bonés e outros itens de vestuário que possam oferecer uma proteção.

É recomendado também que todos os anos o cidadão faça uma visita ao dermatologista. A descoberta precoce do problema é fundamental para fazer um tratamento que não traga grandes consequências, como a necessidade de tirar grandes pedaços de pele, criando grandes cicatrizes.

Ao menor sinal da doença, vá ao seu médico.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top