News

Presidente francês é xingado por futuro diplomata Eduardo Bolsonaro

Crise na Amazônia fez com que filho de Bolsonaro publicasse vídeo insultando Macron.

eduardo xinga macron

As queimadas na Amazônia que acontecem a muitos anos, parece que está “explodindo” no “colo” de Bolsonaro. E nesta última quinta-feira (23/08), o presidente francês, Emannuel Macron realizou uma convocação de emergência no bloco econômico G7, que será destinado a discutir essas queimadas na Amazônia.

Pouco tempo após esta convocação, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), compartilhou um vídeo em sua conta do Twitter onde o autor faz uma montagem e chama o presidente da França de “Idiota”. O vídeo não é de Eduardo, mas no tweet ele escreve “Recado para o @emannuelmacron”.

A Cúpula do G7 ficou definida para começar neste final de semana, na cidade de Biarritz, França. Até o momento Macron não se manifestou sobre o xingamento, mas a publicação já conta com quase 6 mil comentários, uns em defesa do presidente francês e outros comentando sobre casos como a própria queimada da Catedral de Notre Dame.

Eduardo Bolsonaro na Embaixada Americana

A provocação contra o presidente francês pode agradar ainda mais o presidente americano, Donald Trump, pois Macron não é um dos “melhores” amigos do americano, que deverá estar presente no G7.

Mas por outro lado, o brasileiro precisa da aprovação do Senado para poder assumir o cargo na embaixada. E em questões diplomáticas, provocar grandes líderes mundiais não é de bom tom.

Jair Bolsonaro deverá apresentar ao Senado já no próximo mês de setembro a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro de forma oficial.

Amazônia não precisa de dinheiro da Alemanha.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo e o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), são os responsáveis por comandar a articulação na Casa para uma possível aprovação de Eduardo para assumir a Embaixada do Brasil em Washington.

Ao que se sabe dos integrantes da Comissão de Relações Exteriores, que serão responsáveis por sabatinar o deputado nos próximos meses, dizem que há sete votos a favor da indicação, oito que são contra e quatro que estão indecisos.

Eduardo precisa cativar os 4 senadores indecisos para garantir a sua vaga na embaixada.

Autor da imagem: Bernardo P Küster

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top