News

Atentado no Japão. Ataque deixa dois mortos em Kawasaki

Um agressor mata uma criança e um adulto com uma faca no Japão.

atentado japao

A TV japonesa NHK divulgou na manhã desta terça-feira (28/05) um atentado na cidade de Kawasaki, onde um homem entre 40 e 50 anos acabou matando uma menina de 11 anos e um homem adulto com uma faca, além de deixar uma mulher e outras 16 crianças feridas na região.

Todos estavam à espera do transporte escolar, que passaria às 7h45. O ataque ocorreu no próprio ponto de ônibus de uma das áreas residenciais. Bombeiros e militares que prestaram esclarecimentos sobre o atentado disseram que 17 crianças, uma mulher e um homem foram atingidos por fortes golpes de faca.

Logo após o ataque todos foram levados para diferentes hospitais da região, inclusive alguns para Tóquio, a capital do país. Porém a menina de 11 anos e um homem de 39 anos não conseguiram resistir aos ferimentos e vieram a falecer.

Como foi o caso?

Diversas testemunhas próximas ao atentado relataram que o agressor de idade acima dos 40 anos se aproximou das crianças com facas em ambas as mãos. Proferiu diversos ataques e antes de ser detido acabou se auto mutilando próximo do pescoço, onde mesmo após ser internado em estado grave acabou falecendo.

A identidade do homem foi preservada para não propagar a sua ação. Mas alguns relatos citam que ele era pai de uma das crianças que estava no ponto de ônibus.

Shinzo Abe

O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, falou que este ataque foi devastador, afinal é preciso manter as crianças seguras de todas as maneiras possíveis. Ele instruiu os ministros de seu governo a tomarem medidas imediatas de segurança para que as crianças do país possam ir e vir da escola sem qualquer problema.

Casos de violência no Japão, principalmente atentados são muito raros, onde o último que se tem registro foi em 2016, quando 19 pessoas morreram em um atentado contra uma casa de repouso. Depois deste caso o último a registrar mortes foi na 2ª Guerra Mundial.

Ataques com facas no país são muito raros e o que aconteceu hoje foi um desastre. O país está comovido.

Foto: Jun Hirata – Kyodo News

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top