Finanças

Uso de pontos do cartão de crédito cresce 7%

Conversão de pontos em produtos ou milhas aéreas é o maior dos últimos anos.

cartoes de credito programa fidelidade

O poder de compras gerar pontos no cartão de crédito não é novidade para ninguém, mas segundo a última pesquisa divulgada pelo Banco Central, o brasileiro está “aprendendo” a utilizar estes pontos, trocando-os por produtos ou milhas aéreas para serem utilizadas em viagens.

Isso porque em 2018 o número de pontos que foram convertidos nestas “recompensas” cresceu cerca de 7%. A mesma porcentagem caiu em relação ao número de pontos expirado, onde a grande maioria tem validade de apenas um ano.

O número de pontos acumulados em 2018 também cresceu segundo o BC, uma alta de 3% em relação ao ano anterior, chegando em 212 milhões de pontos nos principais programas de fidelidade do Brasil e do mundo.

Conheça o novo empréstimo pessoal através do saque aniversário FGTS!

Cartões de crédito estão sendo mais usados

O crescente número se deve a facilidade em administrar estes pontos, já que hoje a grande maioria é feita através de um aplicativo pelo smartphone e também a alta do uso dos cartões de crédito e de seus programas de fidelidade.

Mas um fator que pode ter influenciado para que os números não fossem ainda maiores, foi a alta do dólar, já que grande parte dos programas de recompensas, tem a moeda americana como base para gerar tais pontos.

A Nubank tem forte influência na alta do uso de cartões de crédito e do acúmulo de pontos. A fintech conta com um programa de pontos que é baseado em “cashback”, onde os pontos poderão ser convertidos em descontos da próxima fatura e isso tem se mostrado muito interessante principalmente aos brasileiros.

O investimento de bancos e financeiras em publicidade positiva, facilidade de uso e incentivo a manutenção dos pontos, também tem ajudado para que os números cresçam cada vez mais. A expectativa é que em 2019 este número aumente ainda mais.

Hoje grandes empresas tem investido em “lembrar” o cliente de que ele pode usar seus pontos antes que expirem. Até pouco tempo atrás era vantagem que o cliente “esquece-se” tais pontos. Mas agora tudo está ao alcance de alguns toques e isso tem facilitado muito.

Quando é vantagem?

Porém nem sempre um programa de fidelidade é vantajoso. É preciso avaliar se o valor das passagens ou produtos fica inferior ao que é pago em anuidade. Avalie todos os custos anuais de um cartão, independente de ser anuidade ou taxa de adesão e verifique se é vantagem comprar com dinheiro ou trocar os pontos.

Cada programa tem um jeito diferente de acumular pontos, há opções que trocam 1 pra 1, ou seja, a cada real gasto equivale a um ponto. Mas há opções mais interessantes como o 1 pra 2, onde cada real gasto equivale a 2 pontos.

É preciso verificar se os valores gastos em pontos + a anuidade, realmente compensa o preço pago por produtos ou milhas.

Mas a facilidade com que esses tipos de programas vem evoluindo nos últimos dias, irá atrair muitos consumidores nos próximos anos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top