Finanças

13˚ salário – As melhores aplicações para fazer com ele!

Se você trabalha com carteira assinada, com certeza recebe o 13º salário, que foi criado no ano de 1962, durante o governo de João Goulart. O objetivo é beneficiar os trabalhadores, dando-lhes mais um recurso financeiro.

O décimo terceiro salário, é pago em duas parcelas: uma em novembro, e a outra em dezembro. Para fazer o cálculo do pagamento, basta dividir o valor do salário integral por 12 (número de meses do ano), e multiplicar o resultado pelo número de meses trabalhados.

O que fazer com o décimo terceiro salário?

Não é nada prudente, sair gastando esse dinheiro, sem antes fazer uma análise da sua situação financeira atual. Então, considere as dicas:

– Livre-se das dívidas antigas, e de maior incidência de juros. Peça descontos, facilidade do pagamento e claro, evite usar o cartão de crédito, ou o cheque especial (que possuem as maiores taxas de juros).

– Guarde uma parte para as dívidas fixas no começo do ano, como: IPVA, seguro e licenciamento do carro, IPTU da sua casa (ou aumento do aluguel de onde mora), condomínio, escola das crianças, material escolar e entre outras.

– Se você tem uma família grande, e já está pensando como dar presentes de natal para todo mundo, pense antes de sair comprando. Pesquise muito, e escolha opções mais baratas, e as pessoas mais importantes da sua vida para presentear.

– Participar de amigos ocultos ou amigos de chocolate, pode ser uma boa saída para quem não quer gastar uma grana dando presentes, ou que não conseguirá fugir das confraternizações da empresa onde trabalha.

Planos para o futuro

– Coloque em um papel ou numa planilha, todos os seus gastos mensais, desde uma bala, até as despesas do supermercado. Assim, ao fazer a soma delas, você terá uma ideia das dívidas que possui, bem como das suas reais necessidades.

– Tenha metas escritas em um papel. Descreva exatamente o que você quer, de quanto precisa e em quanto tempo conseguirá. Isso evitará que você gaste com coisas desnecessárias, já que tem objetivos maiores.

– Com as dívidas em dia, pense em fazer uma reserva de emergência. Comece aos poucos, retirando de 5 a 10% do seu salário todos os meses, guarde em uma conta no banco, e vá aumentando, conforme for sobrando dinheiro para ser investido.

A reserva de emergência, serve para o caso de você ficar desempregado de repente, assim, ela deve ter o valor de pelo menos seis meses do seu custo de vida atual, até que seja empregado novamente, ou abra o seu próprio negócio.

– Para quem ganha acima de cinco mil reais, não possui dívidas atrasadas, e não quer deixar o dinheiro na poupança, porque tem pouca rentabilidade, procure investimentos mais sólidos, e de melhor resultado, como:

O Tesouro Direto, CDB (Certificado de Depósito Bancário), Planos de Previdência Privada Complementar, e em Corretoras de Valores. O CDB é seguro porque, tem amparo do Fundo Garantidor de Crédito – FGC.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top