Famosos

Lady Gaga estreia show fixo em Las Vegas e recebe elogios como atriz

A cantora, e agora também atriz, Lady Gaga promete ser uma das grandes estrelas de 2019. Além do sucesso recente no cinema, a artista estreou o show especial Enigma, que acontecerá durante todo o ano no hotel e cassino Park MGM, em Las Vegas. Na primeira exibição, que aconteceu no dia 28 dezembro do ano passado, as críticas e o público foram só elogios pela performance de Gaga.

Os shows já haviam sido confirmados em agosto de 2018, quando a cantora anunciou um acordo com a produção de quase US$ 100 milhões, segundo a revista Variety. Serão 32 apresentações no total, que vão desde janeiro até o início de novembro. É especulado que Gaga realize mais aparições em 2020, devido ao contrato entre as partes ser de 72 datas. O primeiro show, considerado um sucesso, contou com mais de cinco mil pessoas na plateia.

Algumas críticas sobre o show saíram rapidamente, e quase todas positivas. “É o jeito dela de mostrar algo bizarro e bonito. Lady Gaga sempre conversou com o teatro e o espetáculo, e nessa estreia em Las Vegas, o vocabulário dela encontrou a casa perfeita”, afirmou o crítico Marc Snetiker, da revista Entertainment Weekly.

Além do show em Las Vegas, Gaga também pode ter um 2019 memorável no cinema. No final do ano, ela estrelou o filme Nasce Uma Estrela e recebeu muitos elogios. Dirigido por Bradley Cooper, ele foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 350 milhões. Além disso, ela conseguiu uma indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz. Alguns críticos afirmam que existe uma boa chance da artista também aparecer na lista do Oscar.

O filme também rendeu sucesso musical, já que um álbum com as músicas do longa bateu recordes. Foram mais de 110 mil unidades vendidas, apenas até o final de 2018. Outro recorde foi na Billboard, onde o álbum ficou três semanas entre os mais vendidos. É a primeira vez que uma trilha sonora conseguiu ficar tanto tempo no topo.

Os concertos de residência

Esse tipo de show nasceu em Las Vegas, no início dos anos 40. É uma espécie de tour, mas com o artista realizando todas as apresentações em apenas um local. Frank Sinatra e Elvis Presley, por exemplo, ficaram famosos pelos inúmeros shows que fizeram desta forma. Eles costumam acontecer não apenas nas principais casas de shows da cidade, mas também em cassinos e hotéis com espaço suficiente para isso.

Alguns grandes nomes do cenário musical estão na lista dos maiores concertos de residência em Las Vegas. Britney Spears, Mariah Carey e Jennifer Lopez, por exemplo, já conseguiram chamar grandes públicos para alguns dos principais cassinos da cidade. Porém, são dois nomes que lideram os recordes neste tipo de evento.

O primeiro é o britânico, e icônico cantor, Elton John. O artista realizou mais de 200 shows, entre 2004 e 2009, e arrecadou cerca de US$ 80 milhões. Após esse período, ele continuou realizando eventos neste estilo, em hotéis e cassinos diferentes. Porém, é outro nome que domina os shows de residência: Celine Dion já produziu duas turnês por Las Vegas e foi bem sucedida em ambas. Ela se apresentava no famoso Coliseu do Hotel Caesars Palace, uma das maiores casas de espetáculos da cidade.

Entre 2003 e 2007, ela fez o show “A New Day” e conseguiu vender cerca de US$ 230 milhões em ingressos. Foram mais de 400 apresentações, que conseguiram o recorde de concerto de residência mais bem sucedido da história. A cantora voltou ao palcos de Las Vegas em 2011, onde ficou realizando shows até meados de 2018. Desta vez ela fez menos apresentações e arrecadou US$ 138 milhões, sendo o segundo show mais bem sucedido da própria cantora. No futuro, quem sabe, Lady Gaga poderá também estar na lista dos artistas que mais lucraram com concertos de residência em Las Vegas.

Shows fora de Las Vegas

Os concertos de residência não são exclusividades da cidade de Las Vegas. Outras regiões dos Estados Unidos também realizam esse tipo de evento com cantores e artistas renomados. É o caso da cidade de Nova York. Em 2014, a cidade viu o conhecido Madison Square Garden receber mais de 40 apresentações do pianista Billy Joel. O evento fez com que os concertos neste estilo ficassem mais comuns na região.

Bruce Springsteen, por exemplo, ficou dois anos, entre 2017 e 2018, apresentando o show Springsteen on Broadway, no Walter Kerr Theatre. Já a banda Phish, que fez sucesso nos anos 90, também realizou uma turnê curta no Madison Square Garden, com apenas 13 apresentações, no mesmo espaço utilizado por Billy Joel, em dois meses.

No Brasil, esse tipo de evento ainda é incomum. Os concertos de residência exigem uma preparação, seja da estrutura ou da organização, muito grande. O gasto financeiro requer que a cidade tenha um potencial turístico alto, para que a resposta monetária seja positiva. Por aqui, alguns eventos parecidos acontecem, como a presença do Cirque du Soleil em algumas cidades, ou algumas apresentações de grandes bandas. Porém, shows de grande estrutura, como da Lady Gaga, ainda são um sonho distante para o brasileiro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top