Famosos

Famosos e famosas cobram atitude do Carrefour após morte de cachorro em uma das unidades

Reprodução/Globo

A conhecidíssima rede de supermercados Carrefour está atravessando uma verdadeira crise desde a última sexta-feira, 30 de novembro, dia no qual um cachorro morreu depois de ter sido brutal ser espancado a pauladas e envenenado por um funcionário de uma de suas unidades, situada em Osasco, na Grande São Paulo.

O caso chocou as pessoas por todo o Brasil, além de ter viralizado esta semana, após inúmeras postagens de ativistas e internautas revoltados com tamanha barbaridade. Ontem, terça-feira,  dia 4 de novembro, famosos como a humorista Tatá Werneck, a apresentadora e ativista Luisa Mell e a atriz e youtuber Kéfera Buchmann cobraram do Carrefour uma atitude e posicionamento mais firme a incisivo.

Tatá Werneck, por exemplo, postou em seu Instagram a seguinte frase:”Sejam humanos”. A empresa emitiu uma nota, a qual enviou ao site Notícias da TV, assumindo que a situação é extremamente grave.

“O Carrefour reconhece que um grave problema ocorreu em sua loja de Osasco. A empresa não vai se eximir de sua responsabilidade. Estamos tristes com a morte desse animal”. Segundo as informações contidas na versão de Isabela Marcelino, a ativista responsável pela denúncia em um post no Facebook que já supera a marca de 23 mil compartilhamentos, o cachorro encontrava-se no entorno da unidade do Carrefour já fazia 7 dias, quando foi violentamente espancado por um dos seguranças que trabalhava no local, após a solicitação de um superior.

Tatá Werneck efetuou dois posts a respeito do caso em seu Instagram. “Um funcionário do Carrefour Brasil matou um cachorro a pauladas numa unidade de Osasco. Não sei nem o que dizer. Espero que o Carrefour tome a iniciativa de, a partir de hoje, salvar milhões de cães e gatos abandonados. Não sei como os responsáveis conseguem dormir sabendo do mal que fizeram”, postou a apresentadora.

Veja o post abaixo:

“Aproveitem a crueldade para fazerem a diferença. Comecem a ajudar ONGs que cuidam de animais abandonados. Parem de dar respostas prontas e sejam ‘humanos’ pelo menos agora”, requeriu Tatá. “Eu fico imaginando que esse cachorro poderia estar na minha casa, cuidado com todo amor, como o Nino [que teve a perna arrancada] ou a Penélope [que cegaram] ou como meus 13 gatos de rua. Existem muitas pessoas cuidando de animais abandonados”, lamuriou-se Tatá em outra postagem.

Veja a referida postagem abaixo:

View this post on Instagram

Como vcs devem estar acompanhando pelas notícias, um cachorro foi espancado e morto por um funcionário dentro do @carrefourbrasil. Quando vamos entrar na página e reclamar, eles enviam respostas prontas, copiadas e coladas , dizendo que repudiam esse ato. SE REPUDIAM mesmo, sugiro que agora aproveitem essa “chance” (não sei que palavra usar aqui) para assumirem uma responsabilidade pelo ato dentro de suas empresas. Se estão tão chocados quando nos, aproveitem essa crueldade para fazerem a diferença. Comecem a ajudar ONGs que cuidam de animais abandonados. Comecem a doar alimentos para cuidar desses bichos. Parem de dar respostas prontas e sejam “humanos” pelo menos agora. Eu fico imaginando que esse cachorro poderia estar na minha casa cuidado com Todo amor , como o Nino (que teve a perna arrancada) ou a Penélope (que cegaram) ou como meus 13 gatos de rua. Existem MUITAS pessoas cuidando de animais abandonados. Mas ainda sim são muitos que precisam. E aí @carrefourbrasil ? O que vão fazer? E nós? Vamos fazer algo juntos?

A post shared by Tata Werneck (@tatawerneck) on

O Carrefour supostamente falou que ele se constitui no maior interessado que as coisas se esclareçam, porém não falou nada a respeito de algum tipo de ajuda sobre animais abandonados. “Somos os maiores interessados para que todos os fatos sejam esclarecidos. Por isso, aguardamos que as autoridades concluam rapidamente as investigações. Qualquer que seja a conclusão do inquérito, estamos inteiramente comprometidos na reparação desse dano”, declarou o Carrefour na nota emitida.

 

Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal TV É Brasil. Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma. Uma verdadeira amante da cultura, arte e entretenimento.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top