Esportes

Com Neymar e Dani Alves, PSG tenta continuar campanha histórica contra o Bordeaux

O Paris Saint Germain tem batido todos os recordes das principais ligas nacionais europeias nesta temporada. Já são 14 vitórias em 14 jogos, algo nunca antes feito em nenhum dos principais países do velho continente.

A próxima partida será fora de casa, contra o Bordeaux. O mais esperado é, de fato, que o PSG alcance a 15ª vitória. Se nem os adversários teoricamente mais fortes conseguiram parar Neymar e cia, as expectativas sobre o Bordeaux não são grandes.

PSG em alta, Bordeaux em baixa

A equipe da casa vem de cinco jogos sem vencer pela Ligue 1. Foram duas derrotas (Montpellier fora e Nice em casa) e três empates (Lyon fora, Caen em casa e Dijon fora). Como consolo, pelo menos, no meio de semana conseguiu vencer o modesto Slavia Praha, da República Checa.

Já o PSG vem com tudo. Além da incrível série vitoriosa no campeonato nacional, conseguiu também evitar a eliminação pela UEFA Champions League, ao vencer o Liverpool, em Paris, por 2 a 1, com gol decisivo de Neymar, que atingiu um feito histórico entre os  jogadores brasileiros. Agora, ocupa o segundo lugar no grupo e decide a vaga contra o Estrela Vermelha, da Sérvia.

Uma das grandes novidades no time pode ser o brasileiro Dani Alves. O lateral, que se recupera de grave lesão no joelho, até chegou a ficar no banco e entrar no decorrer da partida contra os ingleses. A tendência é que aconteça o mesmo neste confronto, com um pouco mais de minutos ou até mesmo iniciando como titular.

Além disso, o técnico Thomas Tuchel deve promover uma pequena rotação da equipe. Atletas como Draxler, Diaby e Nsoki devem ingressar na equipe. O valioso trio de ataque, com Neymar, Mbappe e Cavani, deve jogar, assim como o brasileiro Marquinhos.

Pelo lado do Bordeaux, também há a presença de brasileiros. O zagueiro Pablo, campeão brasileiro pelo Corinthians em 2017, bem como o volante Otávio, ex Atlético Paranaense, devem iniciar a partida.

Confira a provável escalação do PSG:

Buffon; Kimpembe, Marquinhos, Kehrer; Nsoki (Dani Alves), Rabiot, Draxler, Diaby; Neymar, Mbappé e Cavani. Técnico: Thomas Tuchel

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top