Esportes

Ano eleitoral no Vasco deve ter primeira votação direta

2020 o ano de eleicao no vasco da gama

2020 será mais um ano em que o Vasco deve decidir qual será o seu presidente. Porém neste ano eleitoral o clube contará com uma novidade, o voto direto dos associados.

Cada grupo disposto a estar no comando do clube já está montando suas estratégias, inclusive para “derrubar” Alexandre Campello, que é um forte candidato para reeleição.

Ainda não é certo que ele realmente saia como candidato, mas todos os desempenhos financeiros do clube para o próximo ano, pode ser o fator primordial para que ele tente a reeleição.

A migração do futebol profissional para o novo CT em construção e a reforma do São Januário que já estão confirmadas podem ser as cartas na manga para garantir a vitória.

Se quiser voltar ao Flu em 2020, Fred deve aceitar ganhar metade do salário.

Rivais

Dois grupos estão em evidência para 2020, o “Desenvolve Vasco” e o “Cruzada Vascaína”. Ambos vem se destacando e um deles pode ter o seu líder como candidato da situação.

Alexandre Campello tem a desvantagem de ter sido considerado “golpista” em sua eleição de 2018, pois rompeu com Julio Brant para fechar com Eurico Miranda. A sua principal rejeição pode vir daí, mesmo diante de suas ações nos últimos dois anos.

Um dos grupos mais fortes na acusação de traição contra Campello, é o “Identidade Vasco”. Um nome pode sair daí também, ou pode haver um apoio para Julio Brant ou Luis Manuel Fernandes.

Julio Brant

Um nome já confirmado para a eleição de 2020 é Julio Brant. O grupo “Sempre Vasco” deve novamente lançar o nome, onde deverá contar com o apoio do “Expresso da Virada” e do “Pró Vasco”.

Luiz Roberto Leven Siano

Já Luiz Roberto Leven Siano deve seguir o caminho de conversar com a maior quantidade de apoiadores possíveis. Ele já está fazendo reuniões com os principais grupos do clube, onde alguns nomes como Carlos Roberto Osório, Jorge Salgado e José Carlos Osório estão entre os mais falados.

A campanha vem recebendo um grande investimento, onde Jackson Vasconcelos está à frente, sendo o principal nome na eleição de Peter Siemsen no Fluminense. Ele vem fazendo um excelente trabalho no Rio de Janeiro.

Mas será preciso montar uma chapa com 162 conselheiros, pois só assim um sócio pode se candidatar à presidência do Vasco segundo as novas regras da casa.

Até então só de colocar um nome apto, era possível virar conselheiro, mas isso fazia com que o mesmo nome aparecesse em diversas chapas, o que foi cortado.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top