Entretenimento

Morgana Domiciano fala sobre primeiro trabalho em websérie

Morgana Domiciano interpreta Kelly para seu primeiro trabalho em webséries. A estreia em “Vidas Reversas”, trama que possui a temática preocupante dos relacionamentos abusivos, exigiu da atriz um posicionamento forte para trabalhar a personagem.

Com apenas 14 anos e muito bom humor, Morgana contou para gente como foi lidar com as cenas mais fortes e aprender um pouco mais nos sets de gravação.

Como foi atuar no seu primeiro trabalho como atriz?

Foi Maravilhoso, foi linda, foi tudo de bom. Simplesmente fiquei ainda mais apaixonada pela arte de atuar, de dar vida a uma personagem… É muito bom, gostei muito mesmo, e espero que venham outros trabalhos. Que seja o primeiro de muitos (risos).

Como foram as gravações de “Vidas Reversas”?

Muito legais, gostei mesmo, porque você ver como é feito essas coisas, que eu só via assistindo televisão e agora fazer parte, foi muito top. Mas também muito trabalhoso e cansativo. Eu fiquei exausta em algumas cenas. No mais, foi tudo muito bom.

Foto: Divulgação/DD Assessoria

Aprendeu algo com a Kelly? Se sim, o que?

Não sei bem dizer se aprendi algo com a Kelly, mas sim com a história em si. Aprendi que muitas vezes as mulheres não conseguem sair dessa situação, não porque elas não querem, mas sim porque viram dependentes do homem. E aprendi que eu, no papel da Kelly, tenho que prestar mais atenção para não cair no mesmo buraco que minha mãe, na websérie, caiu. É preciso cortar desde cedo o mal pela raiz para não piorar, em relação aos relacionamentos.

Encontrou dificuldades interpretando a personagem?

Sim, algumas dificuldades nas cenas mais pesadas, fortes, emotivas.

Foto: Divulgação/DD Assessoria

Você é ainda muito nova e participou do elenco de uma websérie que retrata sobre dois assuntos bem fortes: o relacionamento abusivo e o machismo. Como foi para você, tomar conhecimento desse assunto sendo desenvolvido na história?

Eu já tinha um certo conhecimento sobre esse assunto, pois é muito noticiado nos jornais, mas viver na pele de uma pessoa que vivencia isso todo o dia, foi bem intenso. Não é tão fácil ser uma criança que não pode fazer muita coisa pra ajudar nesses casos… Infelizmente, ouvi muito falar que o nosso estado é um dos mais violentos, se não for o mais violento, em relação ao machismo, ao poder que os homens acham que tem sobre as mulheres.

Foto: Divulgação/DD Assessoria

O que o público pode esperar da série?

Muita coisa boa, porque a websérie traz muita coisa importante que vai nos fazer pensar, refletir e se apaixonar por ela. E podem ter certeza, vocês vão gostar muito, principalmente da Kelly, a minha personagem (risos). Não percam vai ser demais.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top