Entretenimento

Cruella: Live-action com Emma Stone tem novo diretor

Cruella, a vilã inesquecível de 101 Dalmatas, será encarnada por Emma Stone no live-action que vem por aí. A musa de Hollywood é uma das atrações principais dessa nova produção. Agora, pra completar esse time, Craig Gillespie é cotado para a direção.

Entre outros trabalhos, Gillespie é lembrado por I, Tonya, drama sobre uma ex-patinadora no gelo. O filme concorreu a três Oscar: de melhor montagem, melhor atriz, para Margot Robbie, e melhor atriz coadjuvante, para Allison Janney. Apenas Janney levou a estatueta para casa. O diretor também esteve à frente dos longas Horas Decisivas e Arremesso de Ouro, ambos da Disney.

Outros nomes haviam sido cotados anteriormente para dirigir Cruella. Um deles era Alex Timber, bem conhecido na Broadway. Pra se ter ideia, o antigo diretor almejado pelos produtores estará à frente de Beetlejuice nos palcos e, na sequência, deve fazer a adaptação de Moulin Rouge.

Timber também é um dos responsáveis pela série Mozart in the Jungle, da Amazon. Segundo o Deadline, a Disney quer adiantar o lançamento de Cruella. E seria impossível começar a rodar com um diretor tão atarefado.

Maldade em pessoa

Quem poderia querer mal a 101 cachorros fofinhos, como os 101 Dálmatas? Tamanha maldade e um visual inusitado compõem a vilã Cruella De Vil. Uma de suas principais facetas é ser obcecada por casacos de pele – ela quer a todo custo fazer dos 99 filhotes mais um item do guarda-roupa.  A animação é um clássico da Disney, de 1961, e já ganhou adaptação como série de TV entre 1997 e 1998.

Desta vez, o live-action que trará Emma Stone deve ser daqueles que abordam a “história de origem”. De acordo com o Hollywood Reporter, o filme pode se passar nos anos 80 e ter um clima punk, característico daquela época.

Este não é o primeiro filme do estilo sobre a história da família de cães e sua vilã implacável. Em 1996, outro live-action, dirigido por John Hugues, trazia Cruella à frente de uma butique.

Jornalista formada pelo Mackenzie/SP, foi uma das finalistas do prêmio Jornalistas & Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade. Com interesse especial em temas sociais, direitos humanos e comportamento, também é discente do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IP/UFRJ).

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top