Economia

Extinção de cargos públicos obsoletos deve acontecer novamente em 2020

fim de cargos obsoletos no governo

Um novo decreto para colocar um fim em cargos públicos obsoletos, foi editado pelo Governo Federal. Estes decretos acontecem desde o governo Michel Temer (2018), chegando a terceira vez em que diversos cargos devem ser extintos.

Neste decreto cerca de 28 mil cargos efetivos devem ser extintos, onde entre eles estão técnico de móveis, seringueiro e discotecário.

O Ministério da Economia informou que deste 28 mil cargos, cerca de 14.227 já estão desocupados e devem imediatamente deixar de existir. Já os outros que ainda estão com trabalhadores exercendo suas funções, só serão extintos quando os servidores públicos aposentarem.

Dono da Havan, Hang critica exigências para PNE em loja de SC.

Desperdício de dinheiro público

Segundo o Ministério da Economia, o objetivo é justamente evitar que novas contratações aconteçam para estas vagas e mais recursos sejão desperdiçados, pois são cargos que já não são mais necessários, em razão de terem se tornado obsoletos.

A nota foi divulgada nesta segunda-feira (23/12) pelo secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Wagner Lenhart.

Concurso público

Não haverá também a abertura de concursos públicos para cargos que possam ocupar postos técnicos e administrativos em instituições de ensino no Brasil.

No governo Bolsonaro, esta é a segunda vez que há um decreto para acabar com cargos obsoletos. Em abril outros 13 mil cargos foram extintos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top