Beneficios

Paulo Guedes confirma saques anuais do FGTS, o 14º salário

Todos os anos o trabalhador terá direito a fazer o saque de contas ativas e inativas.

paulo guedes fgts 14 salario

O anúncio de todos os detalhes sobre o futuro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço deve ser anunciado nesta quarta-feira (24/07), mas ontem mesmo o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo irá liberar todos os anos saques das contas ativas e inativas do FGTS, funcionando como um 14º salário anual.

A afirmação aconteceu durante uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, logo após o ministro ter participado de uma cerimônia com Bolsonaro cujo o tema era sobre o mercado de gás natural e o novo programa que vem sendo chamado ‘Novo Mercado de Gás’.

Em sua declaração Guedes disse que o governo passado liberou apenas as contas inativas do FGTS, onde a proposta agora é liberar as ativas e inativas. A liberação durante o governo Temer aconteceu apenas uma vez, e a proposta agora é liberar sempre, onde todos os anos o trabalhador vai ter este direito.

Em 2018 o saque das contas inativas do FGTS segundo a Caixa Econômica Federal, beneficiaram 25,9 milhões de trabalhadores, que realizaram saques totalizando R$ 44 bilhões.

Esta semana houve um rumor de que por estar muito em cima da hora para produzir um calendário de pagamento, o limite dos saques deve ficar em R$ 500 por conta ativa e inativa. Paulo Guedes foi questionado sobre isso durante a entrevista, mas não respondeu.

Segundo este rumo, quem tiver, por exemplo, uma conta ativa e outra inativa, terá direito a sacar R$ 1000.

Dinheiro girando a economia

Paulo Guedes informou que a proposta inicial é liberar cerca de R$ 28 bilhões ainda em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020, mas algo mais restrito, onde o trabalhador poderá sacar até R$ 500 de cada conta. Mas a partir de hoje saberemos como irá funcionar os saques anuais e quais serão as regras.

Mas a proposta do governo para 2019 é liberar outros R$ 2 bilhões através do PIS/Pasep. Portando neste e no próximo ano devem ser liberados cerca de R$ 42 bilhões para o trabalhador, uma bela injeção de dinheiro na economia nacional.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top