Beneficios

Beneficiários do Bolsa Família devem devolver mais de R$ 5 milhões ao governo

Governo vem exigindo que recursos recebidos indevidamente sejam devolvidos.

beneficiarios do bolsa familia restituicao ao governo

O Governo Federal em uma iniciativa de reaver os recursos destinados à famílias que não tinham direito ao Bolsa Família, mas mesmo assim conseguiram “burlar” o sistema, irá iniciar uma ação onde a princípio mais de 5 mil ex beneficiários do programa, deverão devolver R$ 5,8 milhões aos cofres públicos.

A partir de hoje o Ministério da Cidadania está iniciando a convocação destes beneficiários e emitindo uma cobrança na justiça para reaver os valores investidos.

Todos os fraudadores foram identificados com a criação de uma auditoria da Controladoria Geral da União (CGU), que realizou um cruzamento de dados com a base do Tribunal de Contas da União (TCU). Foram identificados que os ex beneficiários haviam prestado informações falsas intencionalmente no Cadastro Únicos, o que acabava concedendo o benefício, mesmo tendo uma renda superior ao que é exigido no programa.

Possível aumento do Bolsa Família. Beneficiários podem esperá-lo ou não?

Devolução de recursos

Uma carta com Aviso de Recebimento dos Correios, o famoso AR, é enviada para a casa das famílias identificadas. Esta carta já vai com uma Guia de Recolhimento da União (GRU), com os valores recebidos irregularmente para o pagamento.

Caso discorde da decisão do Governo Federal, a família terá 30 dias para entrar com uma defesa através do Ministério da Cidadania. Se não fizer este procedimento, após 30 dias eles deverão iniciar o pagamento da GRU.

Não pagamento da Guia

Quem não entrar com recurso e não fizer o pagamento, terá o seu nome incluso no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) e também sistema de cobrança do Tribunal de Contas da União (e-TCE).

Essa inclusão atrapalha na hora de realizar financiamentos, abertura de contas, empréstimos e o não fornecimento de certidão negativa de débito na União.

Já quem fizer o pagamento dos valores, desde que estejam realmente dentro das exigências para receber o Bolsa Família, poderão retornar ao benefício após um período de 12 meses. Mas as famílias deverão ser avaliadas para confirmar as informações.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top